O alerta é para piratas, investigadores ou génios da informática e o objetivo é melhorar o novo sistema operativo (SO), Windows 8.1 Preview.

Aos que encontrarem possíveis falhas ou vulnerabilidades – principalmente no que diz respeito à segurança – será entregue um prémio de 100 mil dólares. Já para aqueles que também apresentarem um solução “realmente inovadora” para o problema que encontrarem, há um bónus de 50 mil dólares (cerca de 38 mil euros).

A iniciativa (mais informações, aqui) começa já a partir de 28 de junho e está aberta a todos os que queiram participar, com idade superior ou igual a 14 anos – com autorização parental. Caso esteja empregado, deve ter autorização da entidade empregadora para participar.

Apesar da maior precoupação ser com a segurança do sistema, há ainda uma recompensa paralela: 11 mil dólares (cerca de oito mil euros) para quem encontrar falhas que perturbem o funcionamento da Internet Explorer 11, na nova versão do Windows. Este “campeonato” em específico começa hoje e termina a 26 de julho.

Em ambos os casos, os interessados devem submeter as suas propostas através do e-mail [email protected] Esta é a primeira vez que a empresa americana paga pela descoberta de “bugs” nos seus produtos, apesar de antes já ter levado a cabo alguns concursos do género, com prémios em dinheiro.

Este tipo de iniciativas permitem não só melhorar o sistema como impedir que estas falhas de segurança sejam divulgadas e vendidas no mercado negro.