Para promover a investigação na área das ciências médicas em Portugal, a Fundação Grünenthal vai premiar trabalhos de investigação clínica relacionados com a dor, em qualquer uma das suas vertentes. Os trabalhos têm de integrar um investigador principal que não tenha mais de 35 anos de idade até ao final do ano da candidatura. Outro dos pré-requisitos é estar afiliado a uma universidade ou a um centro de investigação português.

A bolsa, no valor de dez mil euros, vai ser atribuída, de forma intercalada, aos trabalhos que preencherem de melhor forma os critérios exigidos pelos cinco membros do júri, nomeados pela Fundação Grünenthal. São considerados aspetos como o âmbito do projeto, a originalidade da pergunta de investigação, a qualidade do plano de investigação, a justificação da atribuição da bolsa e as qualidades e curriculum vitae do candidato.

Os investigadores que quiserem ter um impacto positivo na qualidade de vida das pessoas com dor podem apresentar a sua candidatura até ao dia 30 de abril, por e-mail, para [email protected].

A Fundação Grünenthal é uma entidade que não tens fins lucrativos e que tem como missão contribuir ativamente para um melhor tratamento da dor em Portugal, Espanha e Equador.