A Universidade do Porto (UP) acabou de se juntar à lista de universidade de todo o mundo que já disponibilizam, na Internet, cursos em que é possível a gestão própria de horários e a frequência de forma gratuita. São abertos a qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, e conhecidos como MOOC’s – Massive Online Open Courses.

Este é o primeiro MOOC da instituição, foi lançado na plataforma digital MiríadaX, e intitula-se de “As alterações climáticas nos media escolares“. Como o próprio nome indica, é dedicado às alterações climáticas e à utilização dos media digitais em salas de aula para a aprendizagem do tema. É, por isso, particularmente destinado a professores do ensino básico e secundário da área das Ciências e aos responsáveis pelos media escolares, mas também a todos os interessados nestas temáticas.

Registo

O curso encontra-se disponível aos 1,4 milhões de utilizadores registados na plataforma MiríadaX, um agregador de MOOC’s das 1242 universidades ibero-americanas que fazem parte da rede Universia. O registo na plataforma e a inscrição no curso são gratuitos e podem ser já realizados aqui.

O objetivo do curso é dotar aqueles professores de novas ferramentas para que, através dos média escolares, comuniquem mais eficazmente as mudanças que estão a acontecer no clima e as suas principais causas, impactes e possíveis soluções, numa linguagem familiar aos alunos do ensino básico e secundário. No fim do projeto, alunos e professores das escolas participantes poderão candidatar-se a um prémio para a implementação de uma medida de adaptação ou de mitigação das alterações climáticas nas respetivas escolas.

“A abertura deste primeiro MOOC assinala a aposta crescente que a Universidade tem feito na modernização dos paradigmas pedagógicos e na oferta de educação informal”, nota o vice-reitor da Universidade do Porto para as Tecnologias Educativas, José Martins Ferreira, em comunicado. “Este curso tem, por isso, a importância acrescida de poder constituir-se como um exemplo que poderá ser tomado pelos restantes professores da Universidade que estão a desenvolver conteúdos deste género”.

O MOOC “As alterações climáticas nos média escolares” faz parte de um projeto mais amplo, o [email protected], e está integrado no Programa AdaPT, gerido pela Agência Portuguesa do Ambiente, IP, enquanto gestora do Fundo Português de Carbono (FPC). Beneficia de um apoio de 472.041,22 Euros, cofinanciados a 85%  pela Islândia, Liechtenstein e Noruega, através do Programa EEA Grants, e a 15% pelo FPC.